segunda-feira, 25 de julho de 2011

HQ ensina o jovem a ser bom de papo

 
  • História em quadrinhos de Reinaldo Polito
  • História em quadrinhos de Reinaldo Polito
  • Curioso. Houve época em que cheguei a ter vergonha de revelar que gostava de histórias em quadrinhos. Imagino que essa ideia equivocada surgiu quando eu era garotão. Certa vez ouvi alguém dizendo, com jeito de quem sabia das coisas, que HQ era literatura menor, destinada a quem não se entusiasmava muito com os livros.

    Por isso durante um bom tempo guardei minhas coleções de gibis lá no fundo da última gaveta. Mais crescido, com opiniões próprias, descobri que estava enganado. Cheguei à conclusão de que as revistas em quadrinhos foram quase tão importantes na minha educação quanto alguns dos bons livros que perambulam pela minha biblioteca.

    Passava pela minha cabeça que se as histórias em quadrinhos tiveram tanta importância na minha formação, talvez, como educador eu pudesse ajudar mais pessoas a falar em público com segurança e a conversar com desenvoltura por meio dos quadrinhos. Especialmente os jovens.

    Era um sonho que eu não sabia como realizar. Embora gostasse dos gibis, nunca tive contato com nenhuma pessoa ligada a essas publicações. Até que do nada recebi uma proposta do inquieto e talentoso Roberto Araújo, diretor da Editora Europa, para produzir um livro em quadrinhos que ensinasse jovens a conversar em todos os ambientes.

    Topei na hora. Não sabia bem como o projeto poderia ser concretizado, mas acreditei que seria uma empreitada maravilhosa. Para me resguardar, pedi ajuda a minha filha Roberta, escritora, arquiteta e que o tempo todo transpira criatividade. Depois de muitas idas e vindas, com todos os envolvidos exagerando no perfeccionismo, a obra foi concluída.

    Fazia tempo que não me entusiasmava tanto com um projeto. Estou convencido de que os jovens aprenderão muito com a leitura dessa história. O título não poderia ser mais adequado: "Como ser bom de papo e se enturmar", com dicas para o jovem se relacionar melhor. A história é divertida, instigante e muito bem elaborada.

    O enredo foi idealizado por um dos mais extraordinários roteiristas do mundo dos quadrinhos, Edson Rossatto. Os desenhos nasceram da genialidade do incomparável artista Álvaro Omine. No final, é apresentado um estudo mostrando a evolução dos traços de cada personagem. Acompanhar cada uma dessas fases é emocionante.

    Não tenho dúvidas de que depois da leitura das primeiras páginas o jovem não conseguirá parar até chegar à última linha. É a história de um garoto tímido chamado Rodrigo que resolve aprender a conversar e a se relacionar com outros jovens.

    Em cada página, Rodrigo recebe aulas para aprender a pronunciar bem as palavras, a iniciar e manter conversas agradáveis e interessantes. Toda vez que comete um erro, ou se sai mal na arte de se relacionar é orientado a corrigir as falhas e a se comportar de maneira adequada.

    Obstinado, ele não desanima diante das dificuldades e consegue fazer o que mais deseja –conversar e se relacionar na escola, na casa dos amigos, nas baladas, no clube. Se o jovem seguir o mesmo caminho percorrido por Rodrigo, com certeza, poderá chegar a um resultado idêntico ao que ele conquistou.
Espero que você leia e também goste tanto quanto eu.

Reinaldo Polito

Reinaldo Polito é mestre em ciências da comunicação, palestrante e professor de expressão verbal. Escreveu 19 livros que venderam mais de 1 milhão de exemplares

Site: www.reinaldopolito.com.br
e-mail: polito@uol.com.br

UOL Celular