terça-feira, 5 de outubro de 2010

ESCRITOR CONTA HISTÓRIAS COM APENAS CEM CARACTERES

Edson Rossatto investe nos nanocontos e reúne sua produção no livro Cem Toques Cravados

Foto: Thiago Albuquerque
Uma regra entre aqueles que vivem de escrever reza que “menos é mais”. É simples: toda vez que uma palavra pode substituir várias, faça-o. Não é que o texto fica apenas mais sucinto; fica, também, mais correto e – por que não dizer? – mais culto. Evidencia, acima de tudo, que o autor domina seu instrumento de trabalho.
O escritor, roteirista e editor Edson Rossatto tem se esmerado em fazer dos textos curtos uma prática. Já publicou um livro exclusivamente de microcontos – textos com máximo de 600 caracteres – chamado Curta-Metragem, e incentivou outros escritores a se experimentarem nesta arte ao editar as coletânea Expresso 600 e Histórias Liliputianas, todos por sua editora, a Andross.
Há poucos meses, Rossatto deu um passo além e impôs a si mesmo o desafio de escrever nanocontos com 100 caracteres. Não se trata de textos com até 100 caracteres e sim com exatos 100 caracteres. Parece um detalhe, mas o fato é que tal precisão acrescenta um ingrediente de dificuldade ao desafio.
Capa do livro
Quem tem prática com a escrita verá que, com algum esforço, é possível escrever um ou dois destes nanocontos. Rossatto, porém, como que tomado por uma febre, passou a produzi-los em escala quase industrial. O autor inicialmente escoou sua produção num blog (http://www.cemtoquescravados.com/) e num perfil do Twitter (@cem_toques). Como consequência natural, nasceu o projeto do livro Cem Toques Cravados. O nome é uma homenagem ao livro 16 Linhas Cravadas, do escritor e ator Mário Lago.
A ideia dos nanocontos nasceu de uma frustração de Rossatto, a de não saber desenhar. Roteirista de livros em quadrinhos, o escritor vinha observando, não sem uma certa angústia, como seus colegas desenhistas transmitem mensagens instantâneas no curto espaço de uma tira de jornal.
Os nanocontos, portanto, nada mais são do que “tiras literárias”. Em Cem Toques Cravados, Rossatto reuniu exatos 100 nanocontos, a maior parte deles inédita. O leitor vai perceber que os nanocontos flertam com outro gênero, a crônica. Eles são a materialização literária das numerosas cenas que se apresentam diante dos olhos diariamente. Se a crônica é um retrato do cotidiano, o nanoconto é sua foto 3 x 4.

LANÇAMENTO
Data:
04/11/2010, das 18h30min às 21h30min

Local:
Livraria Martins Fontes
Av. Paulista, 509 - São Paulo - SP
(próximo à estação Brigadeiro do Metrô)
Informações Tel. (11) 2167-9900